Monday, December 04, 2006

SOL PARA TODOS

de António Veríssimo












SOL PARA TODOS





Procuro a madrugada de murmúrios

que corre na ribeira

Sei que ela traz corpos despedaçados

Almas famintas das verdades que nos ocultam

Julgando-nos mortos por estarmos

Inertes na eira

E o sol que não nasce

Para aquecer as letras do poema

Que diz

a desgraça de um povo atraiçoado

Vem sol!

Vem aquecer tudo de que nos despojaram

As casas, os animais, os filhos

Vem sol!

Vem e olha a minha cidade

Olha longamente todo o meu país

Aquece a minha intacta dignidade

Afasta de todos nós os imbecis

Afasta todos que não nos deixam

Encontrar na madrugada os murmúrios

De paz e liberdade

Vem sol!

6 comments:

Anonymous said...

Caro António Virissimo:

Gosto muito dos seus poemas. Eu gostaria de poder escrever poesia. Mas como não tenho jeito para isso...contento'me em ler o que os outros escrevem.
Ao Maracujá Maduro Gosto do seu blog e faço votos que consiga ir p´ra frente e conseguir juntar os poetas da nossa lingua. Gosto das fotografias.

José Soares do Amaral

Anonymous said...

Caro António

Esta foto é sua? Onde é? é sol nascente ou é por de sol?


Manecas

Anonymous said...

Minha Ilha ....de mar azul
aguas maças de Bé Matan
Monte de Fatukam
Lá longe ...Ataúro
de saudade
Águas mortas KAikoli
Saudades nada deixou!
A Colmera
Mal cheirosa
Em violencia especialista!
Minha ilha ...mar azul
aspira e sonha
por um ar pacifista
sem a Colmera malcheiroa,


Manecas

António Veríssimo said...

Amiga Manecas

A foto não é minha.
Certamente que é do Maracujá, já que ele tem veia de fotografo.
Um abraço para si, Manecas,
Venha sempre a este "ponto de encontro" onde "lavamos" um pouco o nosso espírito das atrocidades quotidianas.

Até lá

Anonymous said...

Caro Antonio Virissimo:

Os seu poemas são bem sentidos. Sinto esse "SOL PARA TODOS" aquecer os nosso corações . Gostaria de ver trabalho seu neste blog que quanto a mim está bem conseguido .

Parabens

João

Maracuja Maduro said...

Ola Manecas:

Respondendo á sua pergunta sobre a fotografia ;

Foi tirada cerca das 6 e 10 da manhã , portanto Sol Nascente...

A fotografia foi tirada a partir de Delta .É o sol a nascer por detra do monte de quem vai para Hera. Ia trabalhar pela rua das bananeiras e parei para tirar esta e outras fotos. Creio que não voltarei a ter esta oportunidade tão cedo.

Maracujá