Monday, December 25, 2006

FELIZ NATAL e BOM ANO de 2007!!!




Para todos os leitores desejo um NATAL MUITO FEIZ e que o ano NOVO de 2007 vos traga muita PAZ, SAÚDE, AMOR, e muita COMPREENÇÃO . Faço também votos para que a nossa terra querida Timor-Leste encontre "O CAMINHO DA PAZ" !.


Aos nossos poetas, em especial para o Antonio Virissimo, Mau Dick e Manecas, que devem ter um poço sem fundo de inspiração muito agradeço pela vossa valiosa contribuiçao para este blog e faço votos para que o vosso poço sem fundo de inspiração, assim continue pois os vossos poemas servem para nos animar e pensar em coisas constructivas .

Bem hajam e FELIZ NATAL E UM BOM ANO NOVO.

Maracujá

4 comments:

António Veríssimo said...

VERDADE SEJA DITA!

Nunca tinha pensado que a distância da travessia do Indico e subida do Atlântico, ou vice-versa, poderia ser partilhada por outras gerações de Timor tão sentimentalmente.
Esta é uma das poucas provas que levo da vida em como não me enganei: ser de Timor é lidar com Amor!
Estar em Timor também.
É como lidar com a nossa Mãe!
Obrigado, por morarem no meu coração...

INACREDITAVEL!

Não li mensagens por querer ser puro
Seguir a conduta
Ser imparcial
Sentir ser gente do povo
Viver a sua pele
a fome
O nome
Ser mais um
despercebidamente
Era bom mas não consigo
Porque acham que eu sou eu
Quando afinal
Eu sou eles
Mas
como grito no papel
Fica escrito
Na minha pele
Que nunca acreditarão
Ser da sua raça e ter sua esperança
Porque raça não vale
Ser grande também não
Pessoal
Eu sou vosso irmão!

António Veríssimo said...

Bom ano para Timor-Leste, apesar de momentos muito dificeis estarem para chegar.
Com a força desse povo Timor-Leste ainda virá a ser uma pacífica e agradavel Nação!
Bom 2007, amigos!



PASSAGEM DE ANO


Encandeio-me na espectacularidade
Do fogo de artificio ofuscante
Na magnitude do evento
Surpreendo-me com a beleza da cidade
Da simpatia esfusiante
Deste anual momento
Todas as luzes emprestam brilho
Música alegria e cor
Chega a hora do sarilho
Afasta-se a hora do amor
Crescem zangas, porrada e pontapés
Ausência de lucidez
Calcorreando perigoso trilho
Correndo como um gamo
Suor de álcool invade a tez
Mau começo de novo ano
Não
Nessa não caio outra vez!

st said...

Caros Amigos e Companheiros de viagem neste espaço
(envio este post/comentário para os blogs ‘Timor OnLine’ e ‘TimorDeNorteASul’)…

Nesta quadra natalícia recebi como presente de um casal amigo um pequeno livro (apenas pouco mais do de quatro dezenas de páginas) de poesia escrita por um Timorense, aquando da sua diáspora em Portugal… porquanto, pelas notícias que entretanto li ele se encontra actualmente na sua terra Timor-Leste…

Não quero deixar de partilhar convosco algum do imenso prazer que tive ao ler o livro, enviando um dos poemas de AFONSO BUSA METAN, poema que escreveu em Lisboa em 19.abril.1999….

“””””””””””
Sangue e hipocrisia

É vermelha a dor,
vermelho o horror,
e é violenta,
lenta,
valente,
impotente,
sofrente…
E há gente que mente
no cinismo prepotente,
decorrente deste mundo
que vê Timor ir ao fundo
e diz coisas piedosas,
maneiras ardilosas
de nada fazer afinal
nesta omissão fatal
que deixa assassinos à solta
e impunes os mandantes.
Tudo como dantes.
Tudo ainda mal.”””””””””””


PS: peço desculpas (e respectiva compreensão) para esta reprodução sem a devida autorização prévia do Autor e da Editora (SUL – é uma ONG com sede em Aveiro, tendo editado em 2001 um outro livro do João Paulo Esperança), tendo assumido esta ousadia pelo prazer e gosto de partilhar convosco esta obra, com o título “Cartas da terra dos malais”, editada em Dezembro.2005.

que 2007 represente e consolide a PAZ em Timor-Leste e traga o DESENVOLVIMENTO que as suas gentes necessitam… um abraço do
st

mgabriela_carrascalao@yahoo.com.au said...
This comment has been removed by a blog administrator.